revistadestaque@terra.com.br
(67) 3384-4384

Adolescente desaparecida é encontrada em operação policial na antiga rodoviária

'Operação Laburu' visa restabelecer segurança no local

28 de Novembro de 2019
13:25
Foto: Valdenir Rezende/Correio do Estado

Uma menor de 14 anos que estava desaparecida foi encontrada na nona edição da Operação Laburu, da Polícia Militar, realizada na manhã de hoje (28) nos entornos da antiga rodoviária. A adolescente, não identificada, constava como desaparecida na cidade de Sidrolândia há 3 dias. Como parte do procedimento, a menor deve ser encaminhada para a Delegacia Especializada em Atendimento à Infância e Juventude e, posteriormente, para uma casa de internação. Durante a atividade, também foi cumprido mandado de prisão de um homem, abordado no local, por tráfico de drogas. As atividades da polícia no local seguem ao longo do dia. Além do combate ao tráfico, a Operação também tem como objetivo recapturar foragidos da justiça, apreender armas e outros objetos de crimes. As equipes atuam nas redondezas da antiga rodoviária, incluindo a Orla Morena, Orla Ferroviária, Centro e em pousadas e hotéis próximos do local. Os entornos do edifício Heitor Eduardo Laburu, prédio da antiga rodoviária que teve as atividades encerradas há quase dez anos, passou a ser tratada como a ‘Cracolândia’ da Capital devido às condições que apresenta. O local, de responsabilidade do município, é conhecido pelo abandono e por ser ponto de moradia para pessoas em situação de rua e usuários de drogas. Segundo o comandante do 1º Batalhão de Polícia Militar de Campo Grande, tenente-coronel Claudemir de Melo Domingos Braz, as ações policiais, que passaram a ser realizadas quase semanalmente, pretendem coibir os altos níveis de insegurança na região. “Não buscamos grandes prisões, não temos esse objetivo. A operação quer trazer para o tecido social da área central a maior sensação de segurança possível, é minimizar o problema social no entorno da antiga rodoviária”, afirma o comandante. A ação policial teve início às 8:30h e segue ao longo do dia, contando com a participação do Bope e Choque, unidades da PM responsáveis pela segurança durante a realização da operação. Também estiveram presentes agentes da Secretaria de Meio Ambiente e Gestão Urbana (Semadur), Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran), além de equipes da assistência social e vigilância sanitária, ligados à Secretaria Municipal de Saúde (Sesau). Fonte: Correio do Estado

Matéria não encontrada!