revistadestaque@terra.com.br
(67) 3384-4384

Nova remessa de vacinas da pentavalente deve ficar disponível a partir de segunda-feira

Estado já recebeu cerca de 31 mil doses da vacina este mês

18 de Janeiro de 2020
14:32
Foto: Álvaro Rezende / Arquivo / Correio do Estado

Doses da vacina pentavalente - 2.950 unidades - devem ficar disponíveis para a população campo-grandense, a partir de segunda-feira (20), nos posto de saúde. A vacina garante proteção contra cinco doenças: difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e a bactéria Haemophilus influenza tipo B (responsável por infecções no nariz e na garganta). Mato Grosso do Sul já recebeu, no dia 10, 15 mil doses, sendo que 2 mil foram disponibilizadas para Campo Grande. As vacinas se esgotaram rapidamente e por este motivo o Estado está recebendo mais 16 mil doses, sendo que estas estarão disponíveis na segunda, em cerca de 70 pontos, segundo a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau). Serão em média 42 doses, que serão entregues a partir das 8h, por unidade de saúde. O fornecimento da vacina foi interrompido porque a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) reprovou um lote do produto, em junho de 2019, que era importado de um laboratório indiano. Os primeiros problemas com a vacina, produzida pela Biologicals E. Limited, foram identificados no início do ano passado. Três lotes foram reprovados pelo Instituto Nacional de Qualidade em Saúde (INCQS) e a Anvisa reprovou a importação do produto em junho. A pasta afirmou na época que o problema teria sido causado pela mudança na logística de transporte da vacina. Isso teria alterado a temperatura do composto químico e feito a Anvisa reprovar o material. Segundo dados do Ministério da Saúde, todos os meses, 800 mil doses desta vacina são aplicadas no país. Fonte: Correio do Estado

Matéria não encontrada!