revistadestaque@terra.com.br
(67) 3384-4384

Calendário de vacinação contra a aftosa não será alterado por conta da pandemia

Ações do plano nacional que prevê a retirada da vacinação até 2023 também está mantido no Estado

01 de Abril de 2020
18:21
Foto: Divulgação

Calendário de vacinação contra a febre aftosa, previsto para maio, será mantido em Mato Grosso do Sul, assim como o calendário de ações programadas do Plano nacional que prevê a retirada da vacinação até 2023 no Estado. Decisão foi anunciada após reunião do diretor-presidente da Agência Estadual de Defesa Sanitária Vegetal e Animal (Iagro), Daniel Ingold, diretores de agências de todo o País e representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) por teleconferência, e em seguida com o secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck, este último presidente do Comitê Gestor do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (PNEFA), em Mato Grosso do Sul. Segundo o secretário da Semagro, Jaime Verruck, o cronograma de vacinação não sofrerá nenhuma alteração e os pecuaristas já podem organizar a sua programação para aquisição das doses da vacina, bem como a de aplicação. Dia 15 de abril continua valendo como a data para pedidos de antecipação da vacinação em todas as regiões sanitárias do Estado – Planalto, Fronteira e Paraguai. Vacinação para os animais das regiões do planalto e fronteira tem início em 1º de maio e término em 31 de maio. A declaração de vacinação, no sistema, para os pecuaristas destas duas regiões termina em 15 de junho. O Pantanal, dada suas peculiaridades, continua com data diferenciada. A vacinação tem início em 1º de maio e o término em 15 de junho e a declaração pode ser feita até 30 de junho. Fonte: Correio do Estado

Matéria não encontrada!