revistadestaque@terra.com.br
(67) 3384-4384

Prefeitura entregou kits merenda duas vezes desde março

Aulas estão paralisadas desde início da pandemia e foram adiadas até 7 de setembro

29 de Julho de 2020
20:42
Foto: Reprodução

Marcela da Silva tem três filhos em idade para receber o kit de alimentação prometido pela Secretaria Municipal de Educação (Semed). Assim como a vizinha, Cleonice Andrade, ambas receberam as duas primeiras levas prometidas pela Prefeitura de Campo Grande. A iniciativa beneficia famílias de baixa renda. As crianças que antes recebiam três refeições por dia nas escolas da rede municipal de ensino (REME), agora precisam de ajuda para se alimentarem em casa. Por meio de nota a Prefeitura de Campo Grande afirmou que foram “entregues 50 mil kits no primeiro semestre, dos quais 20 mil na primeira etapa e 30 mil na segunda, ainda em andamento.” As duas donas de casa não conseguem se lembrar sequer de quando isso foi. “Faz tanto tempo que não sei. Acho que no começo de junho”, rememora Cleonice. Marcela diz que os Kits ajudaram. Ela recebeu três cestas em cada remessa que contêm: 5 quilos de arroz, 1 quilo de feijão, 500 gramas de macarrão, 1 quilo de leite em pó, 900 ml de óleo, 400 gramas de biscoito e 340 gramas de extrato de tomate. Apesar de a Semed informar que "Todos os pais que tem direito a receber o kit receberam telefonemas ou mensagem da unidade escolar', isso não foi o caso para Cleonice. Ela é avó de duas crianças e diz que só soube da entrega porque algumas mães passaram na rua de sua, perto da escola Municipal Maria Tereza Rodrigues, avisando que iam retirar o benefício. “Ninguém avisou, se não fosse o movimento de mães, eu não saberia”, diz ela. Os comerciantes do entorno da escola comentam que não há ninguém na escola durante o dia. Nenhum servidor aparece lá desde a entrega do último kit. Eles relatam que até o guarda está de férias e raramente vai até à escola. Em resposta à reportagem, a Secretaria de Educação afirmou que isso se deve às medidas sanitárias impostas pela pandemia do novo Coronavírus. Uma viatura da Guarda Municipal é responsável por fazer a ronda na região da escola e que " elas estavam abertas e a disposição das famílias - especialmente para a retirada dos kits, observando que todas as entregas são devidamente agendadas e obedecem aos critérios de biossegurança com higienização inclusive dos kits -, estão fechadas desde o dia 20 até 31 de julho. De acordo com a Semed, responsável pelo envio dos alimentos para distribuição nas escolas municipais, haverá ainda uma terceira etapa programada para agosto. Isso porque a Prefeitura adiou a volta às aulas para o dia 7 de setembro. Cleonice conta que apesar de a filha ter duas crianças ela só recebeu um kit. “Só recebem os alunos da 1ª série para cima, os mais novos não têm direito”, explica. A Secretaria rebate dizendo que "a informação dada pela referida senhora, que deveria ser dada pela SEMED, está errada. Todas as crianças, cuja família esteja com cadastro válido no Programa Bolsa Família têm direito ao kit merenda. O benefício não exclui os mais novos". Os kits merenda são destinados aos alunos da Reme que se encontram em situação de vulnerabilidade social, cujas famílias estão inscritas no programa do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação, o Bolsa Família. Fonte: Correio do Estado

Matéria não encontrada!